segunda-feira , 10 dezembro 2018
Home / Cidades / Polícia / Mulher é presa por mandar matar cunhada para se vingar da sogra, em Manaus
Anuncie Aqui!

Mulher é presa por mandar matar cunhada para se vingar da sogra, em Manaus

Thais confessou o crime por ter raiva da sogra, mãe de Luana (Foto: Diário Manauara)

 

Manaus/AM – Em menos de 12 horas, a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) desvendou o assassinato da estudante Luana Freire de Souza, de 19 anos, que foi encontrada morta com seis facadas na manhã desta segunda-feira (3), dentro da própria casa, na rua C, conjunto Ouro Verde, bairro Coroado, Zona Leste de Manaus. A cunhada da vítima,Thais Rejane Barbosa Alves, de 26 anos, foi presa em flagrante por homicídio qualificado. Ela confessou que o crime foi motivado por vingança.

Logo após os trabalhos da perícia criminal do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), o delegado Paulo César Ferreira, plantonista da DEHS, revelou que já tinha pistas da autoria do assassinato, mas preferiu não revelar o nome para não atrapalhar o andamento das investigações.

Na ocasião, o delegado chegou a afirmar que o assassino era uma pessoa próxima da vítima. Depois de ouvir os familiares e testemunhas, a polícia chegou até Thais, que confessou ser mandante do crime que planejava há dois meses.

Vingança

 

A equipe da DEHS recuperou R$ 7.874,00 que foi roubado após o crime (Foto: Diário Manauara)

 

Em depoimento à polícia, Thais disse que tinha raiva da sogra, que é mãe de Luana e, por isso, mandou matar a cunhada como forma de vingança.

O objetivo dela, segundo o delegado Paulo César Ferreira, era se vingar da sogra. O assassinato foi arquitetado somente para atingir a mãe de Luana.

O dinheiro que foi levado da residência, mais de R$ 4 mil, foi encontrado dentro da bolsa de Thais. Ao total, a polícia encontrou R$ 7.874, 00 na bolsa da suspeita.

A mãe da jovem assassinada é tesoureira de uma igreja adventista. Ela guardava o montante em casa, que é alugada para a família. Thais revelou que contratou um homem para matar Luana.

Ela contou que saiu da residência para levar a filha ao posto de vacinação e passou as condenadas ao assassino. O criminoso, de aproximadamente 20 anos, não teve o nome divulgado para não atrapalhar as investigações.

Thais segue presa em uma das carceragens da DEHS.

Comentários no Facebook

Veja Também

Professor morre em hospital após ser agredido no bairro São José 4, em Manaus

  Manaus/AM – O professor Milton Vilena Coelho, de 51 anos, morreu após ser agredido ...

Website Design Company in BangladeshHigh Risk Solutions Merchant Account Services