quarta-feira , 17 outubro 2018
Home / Esportes / Atletismo / Vila Olímpica de Manaus ganha tanques de crioterapia para recuperação física dos atletas
Anuncie Aqui!

Vila Olímpica de Manaus ganha tanques de crioterapia para recuperação física dos atletas

Dois dos tanques medem 0,50/0,70 cm com 1,20 m de altura (Foto: Tácio Melo/Sejel)

A Vila Olímpica de Manaus, no bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste, ganhou esta semana três tanques de crioterapia, procedimento com gelo que auxilia na recuperação física dos atletas. O Centro de Treinamento de Alto Rendimento da Amazônia (CTARA) e o professor Thiago de Melo serão os responsáveis pela utilização dos tanques.

Dois dos tanques medem 0,50/0,70 cm com 1,20 m de altura e possibilitam a imersão de um atleta em pé. O outro mede 0,60cm de altura, 0,50 cm de largura, por 1,70m de comprimento para a terapia deitado.

Segundo o fisioterapeuta e membro da Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva (Sonafe), Leonardo de Aguiar Correa, após a prática de exercícios físicos intensos é comum que alguns atletas sintam desconforto ou dor muscular e por isso recorrem a crioterapia. O profissional explica as restrições do recurso.

“Existem vários tipos de uso da crioterapia, como o uso de gelo, bolsa de gel, banho de imersão, que traz melhora tecidual, da corrente sanguínea, aumento da pressão, regeneração e recuperação rápida. Mas é preciso ter alguns parâmetros de segurança, por exemplo, a pessoa que tem sensibilidade ao gelo, com problemas reumatológicos, cardíacos, podem ter complicações. Sobre o tempo do banho de imersão, isso é fator que depende da parte fisiológica de cada atleta e modalidade, porém, a Sonafe indica 30 minutos com sessões de 10 e 20 minutos, respectivamente”, pontuou o fisioterapeuta.

Recuperação 

Velocista bicampeão Pan-Americano e medalha de bronze dos Jogos de Pequim 2008, Sandro Viana destacou a importância da crioterapia no atletismo, modalidade que consome bastante e que exige uma recuperação rápida e eficaz dos atletas.

“Os atletas ficam muito desgastados e a cada competição se faz necessário uma recuperação quase que imediata, por isso a crioterapia é fundamental. A partir de agora teremos aqui na Vila esta recuperação que tem um baixo custo e um resultado excelente”, destacou o velocista.

Os tanques de crioterapia da Vila Olímpica foram construídos através de material doado por parceiros e atletas que frequentam o local. “O ideal é que a gente faça esse tratamento pós-treino porque ele ajuda na recuperação do cansaço e contribui para um rendimento melhor, no meu caso, na pista de atletismo”, comentou Érica Nunes, atleta que testou os tanques de crioterapia da Vila.

Com informações da assessoria

Comentários no Facebook

Veja Também

Com gol no fim, Santos derrota o Atlético-PR na Vila Belmiro

  Santos/SP – Após duas partidas, o Santos voltou a vencer neste domingo (30). Na ...

High Risk Merchant Account