sexta-feira , 19 abril 2019
Home / ‘Orelhinha’ é executado a tiros na frente de casa, no São José
Anuncie Aqui!

‘Orelhinha’ é executado a tiros na frente de casa, no São José

‘Orelinha’ estava em casa quando foi chamado pelos criminosos (Foto: Lucas Pereira/DM)

Anderson Emanoel da Rocha Brandão, vulgo ‘Orelhinha’, 23, foi executado a tiros, na noite desta sexta-feira (13), na Rua Barreirinha, no bairro São José 1, na Zona Leste de Manaus. 

Segundo informações do tenente Raymilson Holanda, da 9ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), o crime ocorreu por volta das 21h e foi praticado por dois homens que chegaram ao local em uma motocicleta preta, placa não identificada.

Segundo a perícia, a vítima foi morta com três tiros (Foto: Lucas Pereira/DM)

Os dois homens bateram palmas e depois conversaram com ‘Orelhinha’ por alguns minutos. Em seguida, um dos suspeitos efetuou três disparos contra a vítima, que morreu na hora. Os suspeitos fugiram e não foram identificados.

Ao Diário Manauara, moradores da área informaram que ‘Orelinha’ era usuário de drogas e já havia sido preso pela polícia em posse de uma arma de fabricação caseira.

Conforme o perito criminal Braulio Pedrosa, do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), a vítima foi atingida com três disparos, sendo um nas costas, um lado esquerdo das costelas e outro na boca, que transfixou para a nuca. Nenhum projétil foi encontrado no local.

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Comentários no Facebook

Veja Também

Educador indígena lança livro sobre a vida Munduruku

Resistir para existir é o grito de guerra dos povos indígenas, cuja data é celebrada nessa sexta-feira (19). E foi usando a escrita para reafirmar a necessidade de resistência que o professor da rede pública estadual, o indígena munduruku Ytanajé Coelho Cardoso, de 28 anos, encontrou o caminho para registrar a existência do próprio povo. Autor do livro “Canumã: A travessia”, Ytanajé decidiu dar voz aos povos que habitam a aldeia Kwatá, em Borba, misturando ficção com lembranças da infância na região.

Website Design Company in BangladeshHigh Risk Solutions Merchant Account Services