terça-feira , 19 fevereiro 2019
Home / Cidades / Sejusc atende mais de três mil pessoas no “PAC Alternativo”
Anuncie Aqui!

Sejusc atende mais de três mil pessoas no “PAC Alternativo”

Ao todo, 3.026 pessoas foram atendidas no PAC (Foto: Karla Mendes/Sejusc)

 

Manaus/AM – Mais de três mil pessoas foram atendidas, neste sábado (19), durante o “PAC Alternativo”, ação itinerante promovida pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), no Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC) – Unidade Compensa. Entre os serviços, foram oferecidos emissão de carteiras de identidade, certidão de nascimento, carteira de trabalho, cortes de cabelo e orientação psicossocial.

A iniciativa teve a participação de órgãos parceiros como a Águas de Manaus, Eletrobras Distribuição Amazonas, Defensoria Pública do Estado (DPE-AM) e Secretaria de Estado do Trabalho do Amazonas (Setrab). Ao todo, 3.026 pessoas foram atendidas. Destas, 544 na emissão de documentos como carteira de identidade e certidão de nascimento, 24 utilizaram serviços da Eletrobras e Águas de Manaus, 1.236 pessoas fizeram fotografias, xerox e plastificação.

A população ainda pode ter acesso mais serviços gratuitos. Pelo menos 120 pessoas realizaram cortes de cabelo, 150 participaram de rodas de conversas e orientações jurídicas e psicológicas e 80 foram atendidas pela DPE-AM, dentre outros serviços. Além disso, foram realizados 617 agendamentos de emissão de carteiras de identidade, de trabalho, seguro-desemprego e encaminhamentos de certidões de nascimento para os próximos dias.

Segundo a titular da Sejusc, Caroline Braz, a ação é uma medida inicial da gestão que tem o intuito de construir PACs modelos. Ela destacou ainda que uma das prioridades da pasta é a reestruturação do sistema de atendimento e estrutura física das unidades.

“Dentro do processo de reestruturação, aumentamos a oferta diária de senhas para a emissão de carteiras de identidade de 20 para 50 porque percebemos que, nos últimos dias, a demanda aumentou, provavelmente em decorrência das matrículas do período escolar”, afirmou a secretária, reforçando que o órgão promoverá uma campanha em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) para informar a não obrigatoriedade da identidade no ato da matrícula.

“A falta da identidade não impede a matrícula escolar. Pode ser feita apenas com certidão nascimento”, afirmou. “Os pais não precisam se preocupar porque as escolas vão dar um prazo para apresentar o documento”.

Orientação – O público também contou com serviços da Secretaria Adjunta de Direitos (Secadj) e Secretaria de Políticas para Mulheres (SEPM), ambas do quadro da Sejusc. Orientações a respeito dos direitos dos idosos, crianças e de mulheres vítimas de violência foram realizadas. O titular da Secadj, João Batista Nascimento, considerou a ação uma forma de aproximar o órgão da população.

“Oferecemos um atendimento especializado que, normalmente, não é possível para quem trabalha durante a semana. Realizamos orientações relacionadas aos direitos das crianças, idosos e refugiados. Acredito que transformamos esse grande ato de cidadania em também um ato de dignidade”, explicou o secretário adjunto.

Atendimentos jurídicos – A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) ofereceu serviços jurídicos como ações de divórcio, guarda, dissolução de união estável, registros públicos e investigação de paternidade.

O defensor público geral, Rafael Barbosa, acompanhou as atividades e ressaltou o fortalecimento das parcerias entre o governo e a defensoria na busca pelo aprimoramento da assistência prestada à população.

“Percebemos hoje pela procura da população que há, realmente, uma demanda muito grande pelos nossos serviços e do Estado. Então, a defensoria se coloca à disposição da população para continuar realizando outras atividades como esta e, assim, atender ainda mais a comunidade”, afirmou Rafael Barbosa.

A autônoma Erdileia Vieira dos Santos, 38, foi uma das 80 pessoas atendidas pela DPE-AM. “Procurei o atendimento da defensoria porque o pai das minhas duas filhas não paga a pensão há um ano. Vim porque fiquei sabendo da ação e, como moro próximo ao PAC aqui da Compensa, resolvi aproveitar a oportunidade”, disse.

Para a industriária Ivonete Oliveira Dias, de 48 anos, a iniciativa é muito boa, principalmente, para quem não tem disponibilidade durante a semana. “Com o agendamento prévio, os processos vão ficar mais rápidos”, comentou.

Comentários no Facebook

Veja Também

Divulgada as datas das bandas e blocos de rua

Antecipando a folia momesca, que este ano será em março, já em fevereiro, tradicionais bandas ...

Website Design Company in BangladeshHigh Risk Solutions Merchant Account Services